sábado, 20 de maio de 2017

Com o primo no sitio do vovo




Somos de um bairro pobre aqui em Caucaia cidade metropolitana vizinha a Fortaleza e  eu estava com meus  13 anos ,sou magrinho,de corpo de menino que ainda nao cresceu e tenho raiva por isso e o meu primo joão victor é um pouco maior,meio gordinho,e ele tem um irmão chato esse meu primo tira minha paciencia,mas pode ele não ir bem nas provas antes das ferias teve que ficar de castigo e não foi para sitio do meu avô.
Era sexta feiras eu com as provas na mão die noticia a minha mae, que passei e isso foi meu passaporte para viajar, meus pais sao pobre,mas valoriza os estudos e viajamos para o interior pertinho em São Gonçalo do Amarante do nosso avô.
E eu também encontrei esse meu primo que estaba falando dele no começo o Joao vitor ou vitinho, a gente voltou a se aproximar, e nessa tarde jogamos bola, fomos tirar goiaba, fazer coisa que meninos gostam de fazer e ao cair da tarde fomos para banheiro e fomos juntos,eu tava com vergonha ,mais depois que ele tirou a roupa eu também tirei .
E começamos tomar banho, e falamos das meninas,enquanto se ensaboava ele tomava banho na frente e eu via o pau dele e aquela cabecinha coberta pela pelinha,mais rosadinha e nao sei que tava acontecendo eu tava so olhando para o pau dele dava e ele olhou para meu pau meio bomba e disse:
- ei tu tem a minha idade,mais teu bilau é maior que o meu 
- é mesmo é? eu fiquei meio sem jeito
- é sim manh, ! e voltou a confirmar 
Eu para zuar e quebrar o gelo disse :
- Deve ser porque bato punheta 
Vi que a palavra punheta chamou atenção dele ,mas nao queria ficar por baixo e disse também 
- Eu tbm bato Punheta
Nisso nosso pau tava ficando duro e a conversa tomando um rumo de tesão,mas minha Avó , nos chama ,dizendo que estamos demorando e falamos que estamos nos enxugando ,
Poxa que azar ,mais saimos do banheiro e tomamos o café da tarde e fomos para um quarto que é grande dizer que iamos brincar.
Então a gente colocou o colchão no chão e deitamos  junto pra tirar um cochilo,no fim a gente tava cansado até dá hora da janta e  gente ir passear na pracinha da cidade, para azarar alguma menina.
Então depois dele deitado do meu lado, ele me pergunta:
- Ei tu é BV ?
- Eu sou não e tu? perguntei ele 
- Eu também nao sou ,mas é bom né falar das gostosinhas
E nesse altura voltamos a ficar com os bilau duros e paramos e ficamos meio sonolento ,mas na brincadeira ele fingia que tava sonhando e falava o nome de uma menina e ele me abraçava e depois ele tirava o braço de cima de mim,eu entrei na onda e dizia o nome de uma menina e abraçava ele...
Quando ele falou de novo o nome da menina e me abraçou eu peguei a mão dele e coloquei em cima no meu pau,mas por cima da calça e ele não fez nada depois foi eu,eu abracei ele e ele foi e colocou a minha mão em cima do pau dele,quando ele e abraçou de novo eu coloquei a mão dele dentro da minha calça e depois ele fez isso comigo e fazia a movimentação na minha mão de ficar batendo uma pra ele, depois foi minha vez....
Depois de um tempo na casa da minha a gente dormiu na mesma cama,ele pediun pra mim passar a mão na costa dele,quando eu passava a minha mão na costa dele eu passava mão na bunda dele tbm e depois ele se virou e fiquei passando a mão na pica dele...depois fizemos isso na casa do meu tio,só que a gente já tava mais solto um com o outro,eu já batia punheta pra ele mesmo ele até gozava na minha mão era muito legal,passar a mão no pau dele e na bunda tbm,só que fazíamos isso de noite e de manhã fingíamos que nada tinha acontecido e nem falávamos nisso,acho que a última vez que fizemos isso nós tínhamos unz 16 anos e eu tentei empurrar o pau dele no meu cú mais não entrou eu sentia muito tesao quando eu batia uma pra ele e ele batia pra mim

Nenhum comentário:

Postar um comentário