domingo, 9 de outubro de 2016

Peridi vergonha de bater punheta com meu amigo




Ai Galera do Blog dos Punheteiros Héteros .
É um grande prazer compartilhar com vocês meu conto sobre punheta num blog especificamente para punheteiros! Parabéns pela iniciativa!
Me chamo Maycon, sou moreno, tenho 16 anos, 1,78, 78kg, pau de 16 cm, grosso.
Tenho um amigo, o Teté, viciado em punheta.
Os pais dele trabalham dia  todo e ele Ficava sozinho em casa todas as tardes e sempre me chamava pra ver filme pornô com ele.
Ele tem a minha idade, loiro, 1,82, 80kg e tem um pau de 18cm, de boa aparência .
A gente sempre bateu juntos desde os 14 anos quando nos conhecemos, mas no início, como nunca tinha feito isso, e por vergonha do meu pau ser menor, enfiava a mão por dentro da cueca ou colocava um travesseiro ou alguma coisa pra esconder, coisa de moleque.
E ele pra não passar por gay também acabava escondendo o pau.
Um dia ele me perguntou porque eu escondia meu pau, eu disse que era porque achava ele pequeno, e como ele era mais alto que eu certamente deveria ter um pau maior também.
Ele perguntou se alguma vez eu ja havia medido, eu disse que sim, mas que não sabia medir direito, ele disse que o dele media 18 cm bem medidos, e ainda ficou me zoeirando, e o filme rolando...
eu ja estava com o travesseiro por cima, ele querendo bancar o sem vergonha continuava esperando o pau dele endurecer pra depois cobrir, como sempre fazia. Espiei e vi que seu pau já fazia um volume imenso no calção de jogador do time do Ceará que ele estava.
Resultado de imagem para pau duro no short
De repente ele me pergunta se minhas bolas eram grandes ou se eram pequenas como meu pau.
Eu disse:
- Pow, vai ficar me zuando seu mala!
Mas sim, são pequenas também, proporcionais ao pau.
Ele disse que as dele também eram proporcionais ao pau, ou seja, grandes,
e disse:
- Olha só. Ele suspendeu o calção e me mostrou as bolas (estava sem cueca o sacana). -
- Mas elas são meio carecas.. Fiquei tão excitado com aquilo que resolvi mostrar as minhas também, fiz como ele, levantei minha bermuda e mostrei minhas bolas peludas. -
Ao menos nisso te ganhei - eu disse - e ri.
No filme, o cara começou a mandar ver na mina super gostosa e ela começou a gemer muito e dizer que ia gozar. O Teté disse:
- Vou gozar com ela - Botou o pau pra fora e começou a bater sem esconder o pau dessa vez.
Tinha um pau muito bonito, grande, menos grosso um pouco que o meu, peludão, mas o saco quase liso. Meu tesão foi a mil, saquei meu pau pra fora e comecei a bater também!
ELe ficou tão surpreso que parou de olhar para a tv e ficou olhando direto pra mim e para meu pau. Fui ficando cada vez mais excitado e fazia o mesmo, só tirava os olhos do pau dele pra olhar direto pra ele, e quando nos olhávamos a gente trocava uma risadinha sacana!
Quando a gostosa do filme começou a gozar e gritar, nós gozamos juntos, nos contorcendo de tesão no sofá e os olhos fixos na porra que espirrava dos nossos paus, chegamos a ficar sem fôlego.
Depois desse dia, nunca mais me escondi para bater punheta com o teté, e nossa amizade se fortaleceu cada vez mais, com cada vez mais cumplicidade, até hoje!
Depois dessa passamos a bater peladões sempre que dava, uma vez chegamos a bater os dois dentro do mesmo box do chuveiro do clube, mas esse eu conto outra hora se a galera quiser, ou a primeira vez que batemos um para o outro, que também foi um momento de tesão indescritível. Agradeço a oportunidade de compartilhar esse momento com vocês. Abraços e boas punhetas pra todos nós!



****  Veja também  um Blog que fala sobre a Masturbação na adolescência  CLIQUE AQUI

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Hum delícia fiquei de pau duro

    ResponderExcluir