segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Meus 16 anos de Puro Tesão

Olá leitores, oque vou lhes contar, é verídico e aconteceu ano passado.
Como relatei no ultimo conto, voltei a morar com minha avó, porém, minha mãe decidiu morar junto comigo, ela alugou uma casa e fui morar com ela, minha mãe arrumou um emprego rápido, trabalhava até a noite, eu ficava o dia todo sozinho, passado alguns meses que morávamos juntos, eu ainda continuava na mesma escola, rotina comum, porém eu tinha uns amigos, e logo conheci um outro que começou a andar conosco, (vou chama-lo de Thi, fictício, e para não o prejudicar), Thi era um menino de 15 anos, muito legal, logo adc ele no Face, começamos a conversar, em uma das conversar perguntei se ele gostava de falar de porno, sexo essas coisas, ele se empolgou e disse que sim, (particularmente, eu gosto de usar essa tática.) mas em fim, começamos a conversar todos os dias, era porno pra cá, sexo pra lá, eu ficava perguntando se ele gostava de ficar com o pau pra fora, mexendo nele,(eu amo fazer isso, quando estou sozinho, deixo minha rola pra fora e fico mexendo nela, no meu saco, na cabeça...) voltando, ele disse que gostava muito, ficamos uma semana conversando disso pelo face, logo peguei o numero do celular dele, ele pediu o meu e começamos a conversar por celular, era melhor, eu ouvia a voz dele, ficávamos nos exitando, ele perguntava oque eu mais gostava de fazer no meu pau, eu falava, eu perguntava pra ele ele respondia, em fim,um certo dia, liguei para ele e disse:
- E ai Thi, blz?
- Blz e vc?
- Também, intão, sabe oque eu pensei, se podia vir aqui em casa, pra vermos um porno oque acha?
- Vish, nem dá, meu pai não deixa eu sair, só se fizermos uma coisa.
- Oque?
- Matarmos aula.
- Nossa, é arriscado, mas pode ser, quando e onde?
- Bom quando você quiser, e onde, não sei, aqui em casa não da.
- Pode ser depois de amanha e aqui?
- Fechado.
Continuamos a conversar, porém logo desliguei o celular e fui bater uma punha, eu estava muito exitado, não parava de pensar no que iriamos fazer, comecei a bolar um jeito desse dia ser perfeito, afinal ficaríamos 5 horas sozinhos na minha casa, mas tudo bem, o dia seguinte veio, passou e logo chegou o dia que eu mais esperei, como de costume, acordei 6:30 me arrumei tomei café, peguei minha bike e fui, combinei com ele de o encontrar numa quadra antes da escola, esperamos dar o sinal e seguimos até minha casa, (ps: minha casa é meio longe da escola, porém tínhamos que tomar cuidado com policia, com alguns amigos do pai dele, pois ele trabalhava em uma fabrica perto da rua em que subiríamos.) Em fim, fomos subindo, chegamos em casa um pouco rápido, mas minha mãe não havia saído ainda, ficamos esperando até ela sair, que foi por volta das 7:30, esperamos mais 15 mins e logo entramos, guardei minha bicicleta, escondi nossas mochilas caso minha mãe voltasse, e ficamos no meu quarto, eu disse a ele que não poderia ligar o pc no momento, pois como faria muito barulho, eu precisava escutar o portão caso se..., em fim, ele ficou no meu quarto, e eu fui no banheiro, sem que ele percebesse eu fiz um chuca, pois sentia que algo aconteceria haha, sai do banheiro, fui ate o quarto, já eram quase 8hrs, cheguei e disse:
- Ei que tão brincarmos de verdade ou desafio mas só besteira?
- Vamos.
- Antes podíamos fazer um joguinho pra ficarmos pelados, oque acha?
- Ótimo, mas oque?
- Par ou impar, quem perder tira uma peça de roupa, até ficarmos peladinhos.
- Blz.
E começamos, o primeiro a perder foi ele, ele tirou a blusa, depois eu, tirei também, e foi indo, no final estavam eu e ele de cueca, eu perdi e fiquei pelado, ele caiu na gargalhada pois ele venceu, e depois disso ele tirou a cueca também, eu fiquei boquiaberto ao ver o pau dele, estava mole, mas era grande, saco, perfeito, Thi era do meu tamanho, porém um ano mais novo apenas, e já tinha aquele cacetão kkk, fiquei muito admirado, meu pau estava duro de mais, o dele estava mole ainda, peguei uma garrafa e fomos brincar, começamos a brincadeira picante, primeiro foram algumas verdades, coisa chata, logo começou as brincadeiras legais, primeiro ele me desafiou a pegar no pau dele, adorei, depois ele disse para eu endurece-lo, fazer de tudo, comecei a passar a mão no saco dele, depois esfregar o dedo na cabeça do pau dele, até que ele diz:
- Tenta chupar ele, vai que sobe.
- Se ta doido? eu não.
- Te desafio a chupar meu pau.
Eu achei ruim um pouco, mas logo cai de boca, primeiro fiz questão de sentir o cheiro daquela rola, ai que delicia, e logo comecei a chupar, eu juro para vocês leitores, nunca chupei um pau, tão gostoso, e logo ele começou a ficar duro na minha boca, aquilo me exitava bastante, bom deixei-o duro e parei, continuamos a jogar, logo ganhei e desafiei ele a chupar o meu, ele relutou bastante, mas fiz que fiz e ele começou a mamar, logo parou, eu sugeri que fizéssemos o seguinte, quem perde-se chupava a rola do outro, porém num tempo estipulado, e cronometrado, ele aceitou, e começamos, eu fui o primeiro, chupei aquela delicia por 5 minutos, logo foi ele, por mais 5, e assim foi, até que ele disse:
- E se fizéssemos troca troca? já estamos fazendo isso, não custa nada.
- É pode ser.
Meus caros leitores, ta ai uma coisa que nunca pensei em ouvir dele, fiquei com muito tesão, eu comeria aquele cuzinho gostoso, eu daria o cu pra ele também, Thi pediu para ir ao banheiro, enquanto eu fiquei no quarto, o esperando logo ele voltou, e começamos, ele perguntou quem iria comer primeiro, eu disse que poderia ser ele, é valido falar que o pau do Thi, é grande e um pouco grosso, de grossura tem 17,5 e de grossura acho que 12, mas em fim, fiquei de quatro na cama, e ele primeiro de tudo cuspiu no meu cuzinho, pincelou o pau dele, antes de mais nada, enfiou um dedo, fico enfiando gostoso ali, até que parou e disse, que iria penetrar, eu concordei e ele começou, enfiou a cabeça, puxa que dor, mas o tesão falou mais alto, logo chegou a metade da rola dele, té que chegou no talo, começou a bombar devagar, porém uma coisa que não sai da minha cabeça, do tempo em que Thi estava me comendo, ele não tirava a mão do meu pau, ele me punhetava, ficava esfregando o dedo na cabeça do meu pau, passava a mão no meu pau, e isso me deixava louco, Thi ficou me comendo por uns 15 minutos, logo parou e disse:
- Bom sua vez, meu cuzinho é todo seu.
- Ok, levanta a perna, vou comer você de pé, pelo menos posso te masturbar.
Ele o fez, levantou sua perna direita se inclinou, eu dei uma cuspida no buraquinho dele, e logo comecei a meter, fui bem devagar, Thi não era virgem, porém não me disse nada, ele sentiu um pouco de dor, mas não foi tanta, logo, comecei a come-lo num ritmo frenético, por 15 minutos também, parei pois eu estava o masturbando ele disse que ia gozar, logo fiquei na frente dele, bati pra ele, uma bem rápida, pra ele goza muito, e logo veio os primeiro jatos de porra, ai que delicia, ele gozou no meu corpo, sem perder tempo, fez o mesmo, fazendo com que eu gozasse em seu corpo, ficamos deitados na minha cama, descaçando um pouco da brincadeira hehe, estávamos cheios de porra, nem esquentamos, ficamos pelados, durante o resto de tempo que nos restava, batemos mais umas 3 naquele dia, as vezes eu pegava e dava umas mamadas nele, outrora ele fazia em mim, e ficamos assim por 4 horas, logo depois tomamos um belo banho juntos, nos lavamos e fomos para a escola, onde ele pegaria o ônibus.
Nunca me esqueci desse dia, Bom tem a segunda parte meus leitores, ja ja contarei, comentem ok, Abçs

Nenhum comentário:

Postar um comentário